compartilhar esta notícia no facebook

publicada em 20/09/2018

Meninas do Rio Preto encaram o Iranduba, em Manaus

Um empate basta ao Rio Preto/Smel na noite desta quinta-feira, 20, às 21 horas, contra o Iranduba, em Manaus, para garantir passagem à semifinal do Brasileirão Feminino A-1. Se a goleira Zany, do Jacaré, não levar gol na Arena da Amazônia, basta para que o time rio-pretense siga sua busca pelo bi - foi campeão em 2015. "A gente tem uma pequena vantagem, mas 1 a 0 não é placar, temos de ir para cima. Não vai ser fácil, o adversário joga em casa lotada, mas estamos preparadas", disse Rosany Rodrigues Pinto.

No primeiro duelo do mata-mata de quartas, o Jacaré venceu por 1 a 0, por isso joga por um empate. Derrota simples leva a disputa para os pênaltis. O time da casa precisa ganhar por dois gols de diferença para avançar direto.

Filha de ex-goleiro profissional, a garota de Belém do Pará começou a jogar competições adultas aos 15 anos. Ostenta cinco títulos paraenses, além do Brasileiro A-2 com o Pinheirense, ano passado. "Comecei na Tuna Luso, onde fiquei por três anos e ganhei três estaduais. Ainda fui campeã com o Pinheirense, com o Paysandu, e ano passado voltei ao Pinheirense para o Brasileiro", conta a goleira.

Aos 22 anos, a filha do seu Rosinaldo - ex-goleiro do Tiradentes e do Remo - sonha alto, apesar de receber olhar crítico por sua estatura, 1,64 metro. Tamanho que é compensado pela agilidade e muito reflexo. "Tudo que sei, meu pai me ensinou. Ele foi goleiro profissional e desde meus 11 anos me levava nos treinos e jogo, além de me treinar. Minha família sempre me apoiou".

O título com o Pinheirense abriu portas. "O Rio Preto entrou em contato e não pensei duas vezes. Minha ideia sempre foi jogar em equipe boa de São Paulo", disse. "Sempre falei e meu pai quer um dia me ver na Seleção principal. Sei da minha capacidade, dos ensinamentos que tenho aqui. Sonho também em jogar fora país. Quem vive o futebol feminino no Brasil sabe as dificuldades".

Ficha técnica

IRANDUBA-AM

Mike; Sinara, Renata, Jujuba e Giselinha; Gabi, Priscila Back, Djenifer e Mayara; Giovania e Cris. Técnico: Adilson Galdino.

RIO PRETO

Zany; Fafá, Thais, Rayane (Siméia) e Di Menor; Jéssica, Mariana e Karina; Maria, Lelê e Carol. Técnico: Chicão Regueira (Dorotéia Oliveira).

Árbitro: Antônio Carlos Pequeno Frutuoso (AM). Local: Arena da Amazônia, em Manaus, nesta quinta-feira, 20, às 21 horas.

Fonte: Ozair Júnior - Diário da Região

 

Deixe seu comentário aqui

 

  voltar

Próximo jogo

 


Não há jogo agendado até o momento.

 


Jogo anterior

0 x 4
26/10/2018 às 20:30hs - Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino - A1
Estádio Alfredo Schürig - São Paulo/SP

Parceiros & Patrocinadores