compartilhar esta notícia no facebook

publicada em 07/09/2018

Rio Preto joga contra o Audax pelo Paulistão

Estar entre os oito melhores times do Brasileirão e do Estado já é considerado de bom tamanho para o futebol feminino do Rio Preto/Smel. Isso por conta da perda de boa parte de seu elenco no início da temporada e dos diversos problemas de lesão que vem enfrentando. Porém, neste sábado, 8, o Jacaré tem a chance de se garantir na semifinal do Paulistão se vencer o Audax, às 15 horas, no estádio Anísio Haddad, e o São José não ganhar do Santos, na Vila Belmiro.

Atual bicampeão paulista, o Rio Preto conta com a fome de bola que tem seu time para seguir na briga. "Dependemos da boa vontade no Santos e sem esquecer que temos de fazer nossa parte", disse a meio-campista Mariana, que não crê em corpo mole das santistas - o Jacaré venceu as duas finais do paulista em cima delas. "Acredito que o Santos não faria isso, será na Vila Belmiro, tem o público. Até porque a equipe é muito boa e mesmo se entrar com reservas é forte".

Mariana da Silva Machado, 29 anos, está no time das mais experientes, afinal de contas são seis anos de casa. A carioca já se tornou rio-pretense e deve ficar no mínimo mais um ano na cidade, onde conclui no final de 2019 o curso superior de Nutrição.

"As pessoas são bem legais, um lugar muito bom, calmo", disse Mariana, explicando o porque de Nutrição. "Queria sair da normalidade. Atleta escolhe sempre Educação Física, aí pensei que a nutrição poderia ser útil junto ao esporte. Acabei me apaixonando e não vejo a hora acabar e por em prática".

Mariana conta que começou a jogar futsal no Rio de Janeiro pelo Flamengo, rodou por Mackenzie e outras equipes antes de ir para o campo, onde jogou por América-RJ, Parati-RJ, Vassouras-RJ e Ferroviária, de Araraquara, antes de chegar a Rio Preto, onde se tornará nutricionista.

Ser especialista na área traz muitas consultas informais. "Elas sabem o que precisam e podem comer. Minhas dicas é mais para as que comem menos que precisam", disse, entregando quem gosta de bater forte na comida e quem é mais fraca. "Boa de apetite é a Novinha (Thaynara). Quem tem mais dificuldade é a Karina, apesar de comer bem. Aliás, todas gostam de comer".

Apetite de títulos, essas meninas têm de sobra. Além de seguir na briga pelo tri do Paulista, já se preparam para o duelo com o Iranduba, do Amazonas, na quarta-feira, 12, no Riopretão, pelas quartas de final do Brasileirão.

Em campo, o técnico Chicão Reguera segue sem contar com as zagueiras Siméia e Thais, além da volante Suzana, todas lesionadas.

FICHA TÉCNICA

RIO PRETO

Zany; Fafá, Di, Rayane e Di Menor; Jéssica, Karina e Mariana; Maria, Lelê e Carol. Técnico: Chicão Reguera.

AUDAX

Lisbeth; Leila, Antônia, Ana Martha e Bruna Natieli; Jéssica, Bebel e Evelyn; Joyce, Valéria e Paola. Técnico: Maurício Salgado.

Árbitro: Alysson Fernandes Matias. Local: estádio Anísio Haddad, em Rio Preto, neste sábado, 8, às 15 horas, com entrada aberta ao público.

Fonte: Ozair Júnior - Diário da Região

 

Deixe seu comentário aqui

 

  voltar

Próximo jogo

 


Não há jogo agendado até o momento.

 


Jogo anterior

0 x 4
26/10/2018 às 20:30hs - Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino - A1
Estádio Alfredo Schürig - São Paulo/SP

Parceiros & Patrocinadores